Marketing de conteúdo e escaneabilidade

maxisite_blog_28052019

Há algum tempo tem se falado a respeito da mudança do perfil do consumidor, certo? Acontece que não foi apenas isso que mudou, mas também sua experiência de leitura. Isto é, o comportamento ao ler um material impresso ou online. O tempo é escasso e a velocidade das informações é absurdamente rápida, por isso ninguém tem “todo o tempo do mundo”, como diria o grande Renato Russo.

Mas o que isso tem a ver com SEO, escaneabilidade e marketing de conteúdo? Tudo e mais um pouco. A escaneabilidade é um pilar gigante na hora de influenciar a experiência de leitura e fazer com que a pessoa permaneça com a aba ou o material impresso diante dos olhos. Para entender melhor do assunto, é importante pensar enquanto leitor. A grande maioria das pessoas está sempre com diversas abas abertas no navegador. Isso faz com que pular de uma aba pra outra seja perfeitamente normal, às vezes por uma necessidade de organização para trabalhar, outras para se informar (ou tentar) de maneira mais rápida, otimizar o rendimento, mas seja qual for o objetivo, a razão é sempre a mesma: dinamismo, rapidez, agilidade.

Para não desperdiçar tempo com algo considerado irrelevante, as pessoas leem seguindo o padrão de leitura F. Isso revela, primeiramente: uma leitura fugaz, aquela que avalia de forma rápida se o que está diante dos olhos é realmente relevante. Segundo: o padrão natural de duas leituras horizontais, que são feitas a partir do 1º e 2º parágrafos. E, por último, para não restar nenhuma dúvida: escaneamento vertical do lado esquerdo da página, dando aquela espiada no conteúdo. Agora você está naquele momento de autoanálise, pensando se você também faz isso. Acredite, isso acontece de forma natural, rápida e ops, já foi: você chegou até aqui!

Como nada na vida é absolutamente imutável, o padrão de leitura F não acontece em materiais impressos. A leitura é feita em formato Z, ou seja, primeiro para o canto superior esquerdo da página, depois para o inferior direito e volta para o superior esquerdo.

Independente do formato que você utiliza, provavelmente ambos, é importantíssimo pensar nesses padrões ao escrever um texto. Isso fará diferença na hora do seu visitante permanecer no seu site, blog ou página e, até mesmo, na conversão.

Existem muitos formatos estratégicos para atrair os seus leitores, um deles é o de pirâmide invertida. Esse modelo privilegia os conteúdos-chaves de cada tópico já no início do parágrafo. Outro exemplo é o da escolha pela voz ativa ou passiva no texto; a primeira é mais prolixa e um pouco mais difícil de ser entendida, dependendo da colocação no texto. Já a voz ativa desperta mais interesse, porque é envolvente e cativante!

Influência direta(1)

Imagem: exemplo de voz ativa e voz passiva

Seja qual for o formato utilizado, quando bate aquela dúvida na hora de começar, continuar ou finalizar um texto, há sempre o seguinte padrão: site de busca -> pesquisa de palavras-chave -> análise de resultados e escolha por um site ou blog mais confiável -> escaneamento do conteúdo, com o objetivo de verificar se ele tem o que você precisa. Além do mais, alguns fatores influenciam direta ou indiretamente a relevância do conteúdo e o rankeamento das palavras-chave:

maxisite_blog_28052019_tabela

Imagem: influência direta e indireta  na relevância do conteúdo e rankeamento do Google

Influência direta: meta descrição relevante, qualidade, densidade e variações da palavra-chave, descrição das imagens usadas nos conteúdos, bom uso da norma-padrão

Influência indireta: tempo gasto na página, taxa de rejeição, número total de sessões abertas, conversão em CTA’s (call to action) e taxa de compartilhamento nas redes sociais.

Na dúvida, o objetivo deve ser sempre o de oferecer uma  boa experiência para os usuários e, é claro, pensar estrategicamente. Aliás, isso a nossa equipe faz muito bem!

Conheça os nossos serviços:  https://www.maxisite.net/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *